Topógrafo de Córnea SATURN X

Registro Anvisa: Em processo final de certificação

Equipamento moderno, com mais eficiência, rápido, preciso, confiável, com sistema embarcado e menor ocupação de espaço.


Equipamento embarcado, agora muito mais compacto.

Topógrafo com 3 câmeras de alta resolução.

Módulo de Lente escleral.

Exportação com DICOM, captura Automática e Aberrometria.

Possui 30 anéis.

Otimização de tempo de exame.

Topógrafo de Córnea Saturn X foi desenvolvido com a finalidade de realizar um mapeamento topográfico do relevo da córnea, onde analisa a curvatura em toda a sua extensão desde o seu centro até a sua periferia e avalia as alterações de sua superfície como a regularidade e a simetria auxiliando na identificação precoce de doenças como astigmatismo e ceratocone.

Sua metodologia é a partir do Disco de Plácido – 30 anéis. A unidade de observação é composta internamente pelo sistema óptico de captura, possui câmeras de alta sensibilidade e resolução, apresenta sistema digital de gerenciamento e sistema mecânico de posicionamento. Oferece uma variedade de mapas, como o mapa axial que oferece visualização de seis maneiras diferentes, o mapa Refrativo, e mapas para lente de contato.

MAPA COLORIDO

MAPA COLORIDO: Os valores dos raios de curvatura em cada ponto, que vão da superfície da córnea até o eixo óptico, determinam as diferentes curvaturas que são mostradas através de uma escala de cores com intervalos que podem variar de 0,5 a 1,5 D ou ainda serem personalizados. Esta visualização utiliza a escala do tipo relativa.

MAPA 3D

MAPA 3D: Este mapa plota as dioptrias da córnea em relação a um plano, sem considerar suas elevações, podendo ser útil para melhor entendimento sobre a conformação da córnea. Esta visualização utiliza a escala do tipo relativa.

MAPA DIFERENCIAL

MAPA DIFERENCIAL: O Mapa Diferencial nos informa a resultante da diferença do raio de curvatura obtido através da subtração de dois mapas de um mesmo paciente realizados em momentos distintos. É de grande valor na analise do efeito induzido pelo procedimento cirúrgico refrativo e transplante de córnea.

MAPA NUMÉRICO

MAPA NUMÉRICO: O mapa numérico dispõe de valores ceratométricos observados ao longo da superfície da córnea. O sistema calcula o valor médio de todos os pontos nos meridianos da zona óptica de 3mm, para identificar o meridiano de maior curvatura. O meridiano mais plano é obtido a 90º do mais curvo. Os meridianos são então descritos quanto ao seu poder dióptrico, ao raio de curvatura e ao eixo. As dioptrias são plotadas numericamente a cada 20º para os anéis detectados. As cores dos valores acompanham as cores da escala relativa.

MAPA THRESHOLD

MAPA THRESHOLD: Este mapa mostra em duas cores as curvaturas calculadas da córnea. Todos os valores acima de certo "limiar “são mostrados em vermelho. Todos os valores abaixo deste valor são mostrados em azul. O valor padrão estipulado como limiar inicial, é o valor médio das dioptrias calculadas para o exame. Mudando o valor do limiar, é possível verificar a altura e a posição de grandes elevações da córnea, como por exemplo, o ceratocone, ou ainda analisar as mudanças das curvaturas após cirurgia refrativa.

MAPA TUBULAR

MAPA TUBULAR: Este mapa mostra em duas tabelas (nasal e temporal) as dioptrias, os raios de curvatura e a distância do ponto central do mapa, para cada um dos anéis, a partir do ângulo determinado.

MAPA ABSOLUTO

MAPA ABSOLUTO: Este mapa diferencia-se do Mapa Colorido apenas na escala que é utilizada para a representação dos valores dióptricos. Neste caso, é utilizada a escala absoluta.

MAPA DUPLO

MAPA DUPLO: O Mapa Duplo nos possibilita visualizar dois mapas distintos simultaneamente na tela. São mostrados como mapas coloridos e usam a escala de cores absoluta para facilitar a observação e comparação dos mapas devido à correspondência fixa entre cores e poderes dióptricos ou em escala relativa. Dois mapas (olho direito e esquerdo) e a escala de cores absoluta ou relativa (à esquerda no caso da primeira e ao lado dos dois mapas no caso da segunda) serão exibidos. É exibida também a data e a hora da realização dos exames em seus respectivos mapas.

MAPA PSF

MAPA PSF: Esse mapa nos mostra aproximadamente a imagem formada na retina, pois sabemos que a córnea é responsável por 2/3 das distorções que os raios luminosos sofrem ao entrar em nossos olhos. Vale lembrar que não é a imagem real, pois não sabemos exatamente para cada paciente, a distância do ápice da córnea até a retina.

MAPA TANGENCIAL

MAPA TANGENCIAL: É assim chamado porque utiliza um raio de curvatura tangencial, que faz a leitura dos índices como se o eixo do ceratoscópio estivesse alinhado para cada ponto da córnea, já o mapa axial para apresentar resultados reprodutíveis tem de analisar uma córnea esférica e perfeitamente centrada no vértice; como a córnea não apresenta estas características, os índices frequentemente não são exatos no que tange à periferia. O fato não costuma criar problemas de interpretação em condições normais, no entanto, em superfícies irregulares e nas ectasias de córnea o mapa tangencial tem um grande valor.

MAPA AXIAL

LENTE DE CONTATO - MAPA AXIAL: Nesta tela podemos visualizar o mapa axial do exame a ser utilizado na simulação da adaptação da lente de contato.

MAPA FLUORESCEINA

MAPA FLUORESCEINA: Neste mapa, é feita a simulação de fluoresceína com base nas elevações topográficas do olho selecionado anteriormente. Para que seja possível sua visualização é necessária determinar um método para a simulação da lente de contato.

A Eyetec é uma empresa 100% Nacional que oferece equipamentos de alta qualidade e possui tradição no mercado oftalmológico. Somos fascinados por dominar tecnologias e criar equipamentos inovadores e confiáveis que suprem todas as expectativas dos nossos clientes, sempre com respeito as pessoas e ao meio ambiente. Por sermos uma empresa nacional, proporcionamos financiamento de equipamentos com o BNDES, aluguéis e comunicação fácil para entregar soluções rápidas e de baixo custo. Dessa forma conseguimos um incrível custo benefício valorizando uma excelente experiência de compra, tanto na pré durante e pós venda com assistência permanente e acessibilidade otimizada.

  • Alimentação Elétrica: 110 - 220V~.
  • Frequência: 50-60 Hz.
  • Corrente de Entrada: 500 - 600 mA.
  • A Dimensões (mm): 440 x 350 x 520.
  • Disco de Plácido: 30 anéis.
  • Faixa de distâncias medidas em relação so centro dos anéis: 0,15 mm, com incerteza de +/-1%.
  • Meio utilizado para isolação da rede elétrica: Plugue de rede.
  • Peso: 12,0 Kg.
  • Número de pontos medidos: 11520.
  • Número de pontos analisados: > 100.000.
  • Distância de trabalho: 100 mm.
  • Campo de visão: 10.5 a 14.5 mm.
  • Eixo: O a 360 graus, com incerteza de +/-1%.
  • Sistema de exibição de imagem: Constituído de três CCD'S (1 central e 2 laterais).
  • Tipo de cabo das câmeras: Cabo USB 2x0 Eyetec 28AWG/1P + 24AWG/2C 1,8 m + 0,1.
  • Faixa de dioptrias: 9-99 D, com incerteza de +/-2%.
  • Resolução: 0,1 D.
  • Reprodutibilidade: +/- 0,15 D.
  • Conexão: USB B Fêmea.
  • Calibrador: 4 Lentes Esféricas.
  • Câmera: 3 Câmeras de Alta Resolução.
  • Conector de alimentação: Tomada IEC Tripolar 2P + T.

Especificações do Software

Configurando dos anéis

Processamento

Um software que possibilita a edição da tolerância de varredura, o índice de confiabilidade, a visualização dos anéis ou pupila e manipulaçãp dos anéis, após a sua detecção.

Lente Escleral

Lente Escleral

Possui a estratégia para detecção da lente escleral, através da medição da íris e da esclera na imagem capturada pós exame.

Visualização e Impressão de Laudo

Laudo

Durante a visualização dos mapas é possível que seja feita a impressão do relatório a partir do exame feito e já salvo.