(16) 3363-3012 faleconosco@eyetec.com.br

A oftalmoscopia, também conhecida como fundoscopia, é um exame que tem como objetivo observar a região posterior do globo ocular, que compreende a retina, o disco óptico, a coróide e os vasos sanguíneos ali presentes.

Esse exame detecta sinais de algumas afecções oculares, como glaucoma, auxilia no controle do aparecimento de alterações oftálmicas em diabéticos, com aterosclerose ou com pressão alta.

Este exame é realizado com o auxílio do oftalmoscópio, que permite avaliar a saúde da retina e do humor aquoso.



História do Oftalmoscópio:

Em 1847, o matemático Babbage conseguiu fabricar uma ferramenta para enxergar a parte posterior ao olho humano. Esta ferramenta ganhou vida nova com Hermann von Helmholtz, em 1850, ele foi o primeiro homem a ver um fundo de olho “in vivo”. O termo “oftalmoscópio” surgiu somente em 1853, na Inglaterra.

 Esse evento foi seguido, em 1852, pelo desenvolvimento do método da oftalmoscopia indireta por Ruete e somente anos depois o modelo de oftalmoscópio mais adequado possível como o atual foi criado.

 

 

O Oftalmoscópio:

Existem dois modos de visualização do fundo do olho. O direto e o indireto.

Indireto

No modo Indireto, o médico utiliza um equipamento monocular ou binocular que é preso em sua cabeça, e com um jogo de lentes, diafragmas e condensadores, ele obtém uma imagem invertida, porém com uma área maior da região ocular.

A técnica é chamada de indireta porque o fundo do olho é visto através de uma lente condensadora. A imagem neste método é formada perto do foco principal da lente, entre a lente e o observador. 

O aumento da imagem na oftalmoscopia indireta é muito pouco afetado pelo erro de refração do paciente, mas é determinado pelo poder da lente condensadora. A imagem é normalmente estereoscópica exceto nos casos em que a pupila do paciente é muito pequena.

Oftalmoscópios binoculares indiretos modernos liberam 18 watts o que permite imagens de fundo de olho com muito mais brilho.

Direto

No modo direto, o médico utiliza um oftalmoscópio comum, com um sistema de lentes que propicia somente um ângulo de visão entre 10º e 12º. Esse modo fornece uma imagem direta, como o próprio nome diz.

Aqui, a magnificação da imagem depende do erro de refração do olho do paciente.

Além disso, o brilho da imagem é baixo devido ao limitado poder de iluminação. Os que funcionam com pilhas dão mais ou menos meio watt de iluminação, já os instrumentos que funcionam com transformadores emitem quantidades maiores, mas nunca muitos watts a mais. 

A imagem com o oftalmoscópio monocular direto não é, na verdade, estereoscópica. A distância de funcionamento do instrumento é de apenas algumas polegadas.



Como escolher o melhor oftalmoscópio?

Por se tratar de um aparelho de grande importância, é crucial que o oftalmoscópio tenha a melhor qualidade possível para realizar os exames com precisão e riqueza de detalhes.

A Oftalmoscopia Direta, pelo aumento excessivo da imagem, intensifica o efeito dessas aberrações e resulta em uma imagem borrada. O pequeno aumento do Oftalmoscópio Indireto permite melhor poder de resolução

 


Oftalmoscópio Binocular Indireto Eyetec!

Nosso Oftalmoscópio binocular indireto é um equipamento pioneiro e consagrado no mercado.

É o Oftalmoscópio mais vendido em quase 3 décadas, sendo líder no mercado!

Conta com um maior durabilidade , já que seu dispositivo de iluminação não é lâmpada incandescente (com filamento) e sim um potente LED (Super LED). Além disso, o equipamento é leve e confortável, permitindo ao examinador o uso por períodos prolongados sem causar fadiga.

Acesse nosso site e confira nosso catálogo completo!

 


E então, gostou do tema deste post?

Agora você já sabe para que serve o oftalmoscópio e entende a importância desse artigo médico.

Continue acompanhando nosso Blog para mais informações e até a próxima! 🙂