(16) 3363-3012 faleconosco@eyetec.com.br
CROSSLINK EYELINK®

CROSSLINK EYELINK®

O tratamento crosslinking tem como objetivo aumentar a resistência e a estabilidade da córnea, impedindo o avanço de doenças como o ceratocone, com isso, retardar ou até evitar um possível transplante de córnea.

Nesse procedimento, a córnea fica exposta a uma combinação de radiação ultravioleta (UVA) associada a uma substância chamada riboflavina (vitamina B2), aumentando a rigidez biomecânica da córnea. No crosslinking ocorre o fortalecimento das fibras de colágeno, que representam as pontes de sustentação da córnea. Com o aumento da resistência, a elasticidade da córnea diminui, reduzindo as chances de abaulamento.

Você pode saber mais sobre esse tratamento em: Crosslinking – um tratamento inovador para o ceratocone!”.

  

CROSSLINK EYELINK®

Para atender as necessidades do mercado em relação ao tratamento crosslinking, desenvolvemos o crosslink EYELINK®.

Nosso Eyelink® oferece total segurança para o paciente e médico, possui uma câmera de alta resolução, que monitora e mostra em tempo real a imagem do olho e permite o cálculo do diâmetro da pupila e LEDS que auxiliam a focalização e mira para visualização do feixe.

Uma das principais características do Eyelink® é o software, que apresenta gráficos que mostram em tempo real, a medida dos sensores que são gravados em arquivo Log, que podem ser recuperadas em caso de interrupção para posterior reinício do procedimento. Isso é fundamental, pois traz mais conforto para o paciente e tranquilidade ao médico.

Conta com um sistema microprocessado de controle de potência com tela touch screen, fácil acesso ao banco de dados dos pacientes para usar como base de referências e auxiliando no controle de segurança. É um sistema rápido e de fácil posicionamento e alinhamento.

Nosso equipamento possui melhorias vistas pelos próprios doutores, como por exemplo, o sistema computadorizado para ajuste do diâmetro do feixe de luz UV de 4 a 12mm, além de sensores independentes de acompanhamento.

O Sistema de Emissão de Luz ultravioleta do EyeLink® da Eyetec, atende aos protocolos já prescritos e estudados, conforme a literatura médica para este tipo de aplicação com segurança e eficácia.

O Eyelink® é indicado para o tratamento das seguintes doenças oculares:

  • Ceratoglobo
  • Pós Anel Intra – Estromal
  • Degeneração marginal pelúcida
  • Ceratocone graus 1 e 2
  • Ectasias corneanas pós cirurgia refrativa
  • Ectasia latrogênica
  • Ceratoplastia bolhosa

 

O Eyelink® da Eyetec é muito seguro, com design moderno e fácil de manusear.

É um equipamento que está disponível para venda e locação.

Somos a única empresa nacional que oferece assistência técnica permanente para equipamentos oftálmicos!

 

Eyetec pioneira no Brasil no desenvolvimento de equipamentos oftálmicos!

A Eyetec é uma empresa brasileira, com capital 100% nacional, idealizada dentro da Universidade de São Paulo (USP) por engenheiros, técnicos e pesquisadores. Somos pioneiras no desenvolvimento de equipamentos oftálmicos!

Desde o lançamento de nosso primeiro produto, o oftalmoscópio binocular indireto, estamos ganhando destaque e reconhecimento entre os profissionais da área.

Em nosso portfólio, contamos com uma linha completa de equipamentos para diagnóstico de doenças oculares, presentes na maioria das clínicas oftalmológicas, hospitais e instituições de ensino.

Temos parcerias com os oftalmologistas mais renomados do mercado, colaborando com feedbacks e análises sobre nossos produtos!

Com constantes investimentos conseguimos competir em igualdade com empresas multinacionais!

 

Em nosso site você pode conferir mais sobre os nossos produtos.

Acompanhe nossas redes sociais e não fique de fora das novidades! 😊

 

Como diagnosticar as ectasias da córnea?

Como diagnosticar as ectasias da córnea?

Ectasias da córnea é uma anomalia que causa o afinamento progressivo da córnea, podendo acontecer naturalmente ou após uma cirurgia refrativa. Com o passar do tempo, o afinamento da córnea deforma a curvatura do tecido.

As ectasias da córnea podem ser classificadas da seguinte forma:

  • Ceratocone
  • Degeneração marginal pelúcida
  • Ceratoglobo
  • Ectasia pós Lasik

Saiba mais sobre ectasias da córnea em: “Ectasias da córnea”.

 

Causas das ectasias da córnea

As causas das ectasias da córnea são variadas, que podem ser desenvolvidas de forma natural ou como resultado de uma cirurgia refrativa.

Entre os fatores de risco para o desenvolvimento da ectasia da córnea, estão os fatores hereditário e a idade, podendo se manifestar principalmente entre 20 e 30 anos.

Quando a ectasia da córnea é o resultado de uma cirurgia refrativa, é sinal de que a resistência biomecânica da córnea foi afetada após a operação, mas essa é a causa  menos provável.

Já está comprovado cientificamente que esfregar os olhos de forma brusca está associado ao desenvolvimento de ceratocone, que é uma das doenças que surgem devido às ectasias da córnea.

É importante conscientizar as pessoas sobre esfregar os olhos, se necessário, deve ser feito com delicadeza.

 

Como diagnosticar as ectasias da córnea?

A ectasia da córnea progride progressivamente e muitas vezes não é detectada em sua fase inicial. Geralmente os sintomas se manifestam em estágios mais avançados da doença, quando já existe perda da acuidade visual.

Os principais sintomas são:

  • Visão turva e visão dupla.
  • Astigmatismo irregular.
  • Miopia progressiva.
  • Diminuição da acuidade visual.

O diagnóstico é feito através do exame de topografia de córnea, caso o paciente apresente alguma ectasia, o resultado da topografia nos dois olhos será assimétrico.

A ceratometria, que é um exame que mede a curvatura da superfície anterior da córnea, também é utilizado para o diagnóstico da ectasia corneana, caso seja identificada alguma anomalia o resultado produzirá valores altos.

A realização dos dois exames associado aos sintomas do paciente, ajudará no diagnóstico da ectasia da córnea.

 

Tratamento

A ectasia da córnea não tem cura, mas existem algumas ações que podem ser tomadas para evitar a progressão da doença e melhorar a qualidade da visão do paciente.

Quanto mais cedo o diagnóstico, mais eficaz será o tratamento.

Entre as opções de tratamento podemos citar: o uso de óculos ou lentes de contato para diminuir a condição visual da miopia e astigmatismo. Em alguns casos, o oftalmologista pode recomendar o implante de segmentos intracorneais para melhorar a visão e interromper a ectasia.

Já os procedimentos cirúrgicos são variados, mas podemos destacar os seguintes:

  • Implantação de anéis de PMMA intracorneais, que oferece melhora significativa na qualidade visual de pacientes com ceratocone. Esta técnica cirúrgica consiste na implantação do anel no interior da córnea, com objetivo de alterar a curvatura da córnea na quantidade necessária para correção.
  • O crosslinking é uma técnica que impregna a córnea com uma substância conhecida como riboflavina, seguida por radiação ultravioleta. Esse procedimento ajuda no aumento da rigidez do colágeno da córnea para interromper o progresso da ectasia.
  • Implantação de lentes fácicas para compensação de ametropia.
  • Em casos mais avançados da ectasia corneana, o oftalmologista pode recomendar uma ceratoplastia, também conhecida como transplante de córnea.

Mantenha consultas regulares ao oftalmologista para diagnóstico e acompanhamento das ectasias da córnea!

 

Eyetec pioneira no Brasil no desenvolvimento de equipamentos oftálmicos!

A Eyetec é uma empresa brasileira, com capital 100% nacional, idealizada dentro da Universidade de São Paulo (USP) por engenheiros, técnicos e pesquisadores. Somos pioneiras no desenvolvimento de equipamentos oftálmicos!

Desde o lançamento de nosso primeiro produto, o oftalmoscópio binocular indireto, estamos ganhando destaque e reconhecimento entre os profissionais da área.

Em nosso portfólio, contamos com uma linha completa de equipamentos para diagnóstico de doenças oculares, presentes na maioria das clínicas oftalmológicas, hospitais e instituições de ensino.

Temos parcerias com os oftalmologistas mais renomados do mercado, colaborando com feedbacks e análises sobre nossos produtos!

Com constantes investimentos conseguimos competir em igualdade com empresas multinacionais!

 

Em nosso site você pode conferir mais sobre os nossos produtos.

Tem alguma dúvida sobre o tratamento das ectasias da córnea? Deixe seu comentário que teremos satisfação em ajudar!

O que você gostaria de ler em nosso blog?

 

Acompanhe nossas redes sociais e não fique de fora das novidades! 😊

 

Ectasias da córnea

Ectasias da córnea

As ectasias da córnea, também conhecidas como queratectasias, é uma alteração que causa o afinamento progressivo da córnea e geralmente é acompanhado por miopia, astigmatismo, perda de acuidade visual, entre outros sintomas.

A córnea é responsável por focar, captar luz e proteger os olhos. Em sua estrutura não há vasos sanguíneos, mas existem diversas terminações nervosas.

Várias doenças oculares podem afetar a córnea, fazendo com que fique opaca ou causando irregularidades em sua forma ou superfície, por exemplo, a catarata e o ceratocone. Além disso, trauma no olho, queimaduras por substâncias químicas, entre outras também podem causar problemas na córnea.

Uma córnea saudável é aquela que não apresenta opacidade e que sua curvatura permite a formação de imagens nítidas.

 

O que é ectasia da córnea?

Ectasia da córnea é uma anomalia que causa o afinamento progressivo da córnea, podendo acontecer naturalmente ou após uma cirúgia refrativa. Com o passar do tempo, o afinamento da córnea deforma a curvatura do tecido.

As ectasias da córnea podem ser classificadas da seguinte forma:

  • Ceratocone
  • Degeneração marginal pelúcida
  • Ceratoglobo
  • Ectasia pós Lasik

 

Ceratocone

Ceratocone é uma doença causada pelo afinamento da córnea, que assume um formato de cone.

À medida que a córnea se afina, o paciente percebe uma baixa acuidade visual, que pode ser de moderada a severa, dependendo da quantidade de tecido corneano afetado.

Os pacientes que têm ceratocone precisam tomar alguns cuidados:

  • Manter consultas regulares ao oftalmologista para ajustar as lentes de contato.
  • Evitar coçar os olhos.
  • Aplicar compressas frias em crise de coceira ou sensação de areia nos olhos.
  • Usar colírio com corticoide sob prescrição médica para evitar risco de glaucoma.
  • Interromper o uso de antialérgico caso use lentes e sinta os olhos ressecados.
  • Fazer o polimento semestral das lentes com o oftalmologista pera eliminar resíduos que possam deformar a superfície.
  • Usar óculos escuros com proteção ultravioleta em locais ensolarados.

É uma doença rara e de caráter hereditário, sua evolução é lenta e se manifesta mais entre os 10 e 25 anos, podendo progredir até aproximadamente os 40 anos ou estabilizar-se com o tempo.

 

Degeneração marginal pelúcida

A degeneração marginal pelúcida (DMP) é uma patologia que faz parte do grupo das ectasias da córnea. É uma doença que afeta a córnea, deixando-a afinada e protusa, diferente do ceratocone, é uma deformidade mais periférica.

Esse tipo de ectasia tem origem na parte inferior da córnea e faz com que o tecido tome a forma de um nódulo. O principal sintoma é a visão turva.

A DMP é de origem não-inflamatória, geralmente é bilateral e os olhos podem ser acometidos de forma assimétrica.

Ainda não se sabe ao certo quais são as causas, mas sabe-se que existe um fator genético.

As pessoas que possuem esse tipo de ectasia precisam usar óculos de sol e lentes de contato.

 

Ceratoglobo

O cerataglobo é uma das formas mais complicadas das ectasias da córnea, apresentando um comportamento semelhante ao do ceratocone de “distorção para a frente”, mas nesse caso toda a curvatura da córnea é afetada, assumindo a forma de um globo.

 

Ectasia pós Lasik

A cirurgia a laser Lasik é realizada em pacientes que necessitam de correção de erros de refração. A princípio qualquer pessoa com miopia, hipermetropia e astigmatismo pode realizar esse tipo de cirurgia.

O risco desse tipo de procedimento é que o paciente pode desenvolver uma ectasia da córnea pós Lasik, que é a deformação progressiva da córnea, causando um aumento da miopia e astigmatismo.

Esse risco permanece por anos após a correção refrativa.

 

O sucesso de todo tratamento oftalmológico depende do acompanhamento regular com o médico e do diagnóstico correto.

 

Eyetec pioneira no Brasil no desenvolvimento de equipamentos oftálmicos!

A Eyetec é uma empresa brasileira, com capital 100% nacional, idealizada dentro da Universidade de São Paulo (USP) por engenheiros, técnicos e pesquisadores. Somos pioneiras no desenvolvimento de equipamentos oftálmicos!

Desde o lançamento de nosso primeiro produto, o oftalmoscópio binocular indireto, estamos ganhando destaque e reconhecimento entre os profissionais da área.

Em nosso portfólio, contamos com uma linha completa de equipamentos para diagnóstico de doenças oculares, presentes na maioria das clínicas oftalmológicas, hospitais e instituições de ensino.

Temos parcerias com os oftalmologistas mais renomados do mercado, colaborando
com feedbacks e análises sobre nossos produtos!

Com constantes investimentos conseguimos competir em igualdade com empresas multinacionais!

 

Em nosso site você pode conferir mais sobre os nossos produtos.

Se você tem alguma dúvida sobre as ectasias da córnea ou as doenças que podem afetar a córnea, deixe seu comentário que teremos satisfação em ajudar!

Acompanhe as nossas redes sociais e não fique de fora das novidades! 😊

Crosslinking – um tratamento inovador para o ceratocone!

Crosslinking – um tratamento inovador para o ceratocone!

O crosslinking é um método cirúrgico inovador que tem apresentado ótimos resultados no tratamento do ceratocone.

 

Ceratocone

Ceratocone é uma doença causada pelo afinamento da córnea, que assume um formato de cone.

À medida que a córnea se afina, o paciente percebe uma baixa acuidade visual, que pode ser de moderada a severa, dependendo da quantidade de tecido corneano afetado.

Os pacientes que têm ceratocone precisam tomar alguns cuidados:

  • Manter consultas regulares ao oftalmologista para ajustar as lentes de contato.
  • Evitar coçar os olhos.
  • Aplicar compressas frias em crise de coceira ou sensação de areia nos olhos.
  • Usar colírio com corticoide sob prescrição média para evitar risco de glaucoma.
  • Interromper o uso de antialérgico caso use lentes e sinta os olhos ressecados.
  • Fazer o polimento semestral das lentes com o oftalmologista para eliminar resíduos que possam deformar a superfície.
  • Usar óculos escuros com proteção ultravioleta em locais ensolarados.

É uma doença rara e de caráter hereditário, sua evolução é lenta e se manifesta mais entre os 10 e 25 anos, podendo progredir até aproximadamente os 40 anos ou estabilizar-se com o tempo.

 

O que é crosslinking?

O tratamento crosslinking tem como objetivo aumentar a resistência e a estabilidade da córnea, impedindo o avanço de doenças como o ceratocone, com isso, retardar ou até evitar um possível transplante de córnea.

Embora essa técnica possa ser considerada recente, ela surgiu há quase vinte anos na Europa.

Há muito tempo os médicos vêm buscando uma maneira de minimizar os efeitos do ceratocone e manter a saúde visual dos pacientes.

A princípio esse tratamento era utilizado apenas para a correção de miopia leve, depois passou a ser usada no tratamento de pacientes com ceratocone para aumentar sua tolerância a lentes de contato.

Terapias combinadas e novas abordagens do crosslinking são consideradas inovadoras e estão em desenvolvimento, para reduzir o tempo de tratamento e o pós-operatório, proporcionando resultados mais satisfatórios.

 

Nesse procedimento, a córnea fica exposta a uma combinação de radiação ultravioleta (UVA) associada a uma substância chamada riboflavina (vitamina B2), aumentando a rigidez biomecânica da córnea. No crosslinking ocorre o fortalecimento das fibras de colágeno, que representam as pontes de sustentação da córnea. Com o aumento da resistência, a elasticidade da córnea diminui, reduzindo as chances de abaulamento.

 

A realização do crosslinking corneano depende do avanço da doença e de fatores externos.

É indicado para pacientes com o ceratocone em estágio inicial, pacientes jovens (adolescentes), casos em que a doença esteja em progressão e pacientes que já foram submetidos a cirurgia refrativa. De forma geral, casos em estágio de leve a moderado apresentam bons resultados, mas alguns estudos estão comprovando a eficácia do tratamento em estágios mais avançados do ceratocone.

Em relação aos fatores externos, o tratamento não é indicado para gestantes, lactantes e pessoas que já tiveram alguma doença na superfície ocular.

É importante lembrar que cada caso deve ser avaliado pelo oftalmologista.

Lembrando que a função desse tratamento não é reduzir a doença, mas evitar a progressão.

 

Quais são os benefícios desse tratamento?

O crosslinking, mesmo sendo considerado um procedimento cirúrgico, é menos invasivo dos que as demais cirurgias oftalmológicas.

Grande parte dos pacientes que são submetidos a esse tratamento conseguem estagnar a progressão da doença, e outros ainda conseguem controlar o avanço de forma bem significativa.

Outro benefício é, 25% dos pacientes que passam por esse tratamento apresentam a diminuição do grau de problemas oftalmológicos causados pelo ceratocone, como o astigmatismo e a miopia, embora esse não seja o objetivo principal do procedimento.

 

Pós-operatório

Essa é uma técnica minimamente invasiva, é utilizada apenas uma anestesia tópica com colírios. Tem aproximadamente 1 hora de duração e o paciente recebe alta logo após o procedimento, sem necessidade de internação.

Após o tratamento é necessário que o paciente use medicamentos como antibióticos e anti-inflamatórios, por aproximadamente 20 dias e acompanhamento médico.

O paciente pode apresentar algumas alterações temporárias, como inchaço, fotofobia, visão embaçada ou dupla, mas são sintomas que diminuem com o passar das semanas de recuperação.

 

Conheça a Eyetec!

Em nosso portfólio, contamos com uma linha completa de equipamentos para diagnóstico de doenças oculares, presentes na maioria das clínicas oftalmológicas, hospitais e instituições de ensino.

Temos parcerias com os oftalmologistas mais renomados do mercado, colaborando com feedbacks e análises sobre nossos produtos!

Com constantes investimentos conseguimos competir em igualdade com empresas multinacionais!

 

Para mais informações de especificações, catálogos ou atendimento, acesse nosso site www.eyetec.com.br.

Acompanhe as nossas redes sociais e não fique de fora das novidades! 😊

 

 

 

BRASCRS 2021 – XI Congresso Brasileiro de Catarata e Cirurgia Refrativa

BRASCRS 2021 – XI Congresso Brasileiro de Catarata e Cirurgia Refrativa

Já temos presença confirmada no XI Congresso Brasileiro de Catarata e Cirurgia Refrativa – IX Congresso Brasileiro de Administração em Oftalmologia – IV Curso de Auxiliares em Oftalmologia, que acontecerá em Salvador de 12 a 15 de maio.

 

O BRASCRS 2021 de Catarata e Cirurgia Refrativa será o primeiro grande encontro PRESENCIAL das especialidades!

Com o plano de vacinação contra a COVID-19 dos profissionais da área da saúde e o cumprimento rigoroso de todos os protocolos de segurança vigentes, a ABCCR almeja que o evento aconteça da melhor maneira possível, passando segurança e tranquilidade para o público, palestrantes e expositores.

Infelizmente o evento de 2020 não aconteceu, o que torna o evento de 2021 muito desejado pelos especialistas da área.

O congresso contará com a presença de palestrantes nacionais e internacionais e participantes de todo o mundo.

O evento acontecerá em Salvador de 12 a 15 de maio de 2021, serão quatro dias de imersão em catarata e cirurgia refrativa, além dos cursos e os famosos wetlabs.  As sessões de cirurgia ao vivo serão destaques dessa edição, com a possibilidade de participação de várias lentes, produtos, laboratórios e aparelhos.

Os principais objetivos desse congresso são as trocas de experiências entre os profissionais e acesso a equipamentos de ponta e inovações, contribuindo para a excelência do trabalho dos oftalmologistas.

Então já anote em sua agenda para visitar o nosso estande no XI Congresso Brasileiro de Catarata e Cirurgia Refrativa.

 

Fique ligado em nossas redes sociais para saber mais informações!

Enquanto isso, acesse nosso site e saiba mais sobre a nossa história e produtos!